domingo, 8 de maio de 2016

O SOUDOSO ALFERES CARVALHO DUARTE COMANDANTE
DO 2,º GRUPO DE COMBATE DA 4141.
FURRIEL MIL.º AFONSO QUE COMANDOU O 2.º GRUPO DE COMBATE
DA C.CAÇ.4141 OS GAVIÕES JUNTO DO SOUDOSO ALFERES MIL.º
CARVALHO DUARTE.
BERNARDINO PEIXOTO E FERNANDO ROCHA:
BERNARDINO PEIXOTO:
BERNARDINO PEIXOTO:
O 1.º CABO CORNETEIRO FERNANDO ROCHA:

1 comentário:

  1. Dá-me aí quatro das "verdes" .Ordenou o alferes Carvalho Duarte chegado no momento ao balcão da arrecadação.
    Fiz conforme o pedido mas ficou-me a "pulga atrás da orelha".. para que diabo quereria ele quatro "ofensivas" em calções e sem camisa naquela manhã calma.??!!.
    Ainda dei uma "boca" ao Perdigão que sorriu com o ar de quem alguma coisa sabia.." vai haver guerra ..disse"..
    Da arrecadação á cozinha deveriam ser uns cinquenta metros se tanto. Por lá andava o "nosso primeiro" em inspeção costumeira trocando diálogo com os cozinheiros.
    No quartel apenas uns quantos "aramistas" conforme o batismo tão a gosto dos nossos camaradas do gatilho.
    Comandava o nosso Alferes .Patente única naquele dia.
    A nível de companhia uma operação andava no mato lá para os lados da Mepoxe e um pelotão estava para Metangula para reforçar a segurança a uma coluna de mantimentos e munições que nos era destinada.
    O "nosso primeiro" movia-se vagarosamente enquanto fazia circular as mãos sobre o peito. Também ele apenas em calções. Era uma manhã quente.
    Saí da arrecadação e vim até junto ao "morteiro" instalado junto da "cantina".
    Um enorme estrondo seguido de uma coluna de fumo e terra elevou-se por detrás das "transmissões".
    As quatro verdes agrupadas com adesivos acabavam de fazer o trabalho a que estavam destinadas.
    O "nosso primeiro" iniciou uma corrida em direção ao abrigo passando frente á "varanda do Chanceler" a velocidade que até então não imaginávamos ser possível aquelas pernas atingirem.
    Claro que em breves minutos tudo ficou esclarecido.
    Foi apenas um "teste" para verificar a prontidão dos "aramistas" da iniciativa do "nosso" alferes.
    Quem não gostou de não ter sido incluído no lote dos previamente informados foi o "nosso primeiro".
    Talvez porque mostrou dotes de bom corredor em local menos apropriado para o efeito.
    Foi assim num dia do ano de 1973 no Lunho.



    ResponderEliminar